Plano CV cota 8,43877 | Plano PAI I cota 1,50503 | INPC 0,40% | Poupança 0,37% Dados Outubro
INFRAPREV

As novas concessões dos aeroportos e o Infraprev

05/12/2018

Com a divulgação da data da nova rodada de concessão de aeroportos da Infraero, o Infraprev vem a público prestar esclarecimentos aos seus participantes sobre os impactos na gestão dos planos de benefícios.

A Infraero já vem, desde 2012, passando por um processo de transferência de controle dos aeroportos para a iniciativa privada, quando correram as concessões de Guarulhos, Brasília e Campinas.  Confins e Galeão também passaram para a administração privada em 2013. Em 2017 foram os aeroportos de Florianópolis, Salvador, Fortaleza e Porto Alegre.  Agora, na quinta rodada, estão previstas a concessão de mais 12, no Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste através de três blocos, a ocorrer em março de 2019.

É importante enfatizar que os direitos dos empregados inscritos nos planos de previdência complementar do Infraprev até o momento estão assegurados, independentemente de qualquer mudança no patrocinador. O Infraprev continuará administrando os recursos de aposentadoria de seus participantes atuais. No Plano CV, as contas são individualizadas no período de acumulação e o benefício calculado, através de premissas atuariais, com base no saldo de cada um. Todo participante tem direito a aposentadoria e aos institutos de portabilidade e resgate, por exemplo, conforme as regras e condições estabelecidas no regulamento dos planos.

'O Infraprev, ao longo das rodadas de concessões, já veio se adaptando a uma transição do público para o privado e ao multipatrocínio. Hoje já temos vários patrocinadores além da Infraero. Nesta nova rodada, iremos nos adequar de forma tranquila', explica a diretora-superintendente, Claudia Avidos J. Pereira.

O Infraprev é uma instituição sólida, com 36 anos de existência. Administra um patrimônio de R$ 3,4 bilhões. São recursos suficientes para cumprir com os compromissos previdenciários. Tem 12.788 participantes ativos e assistidos e remunera mensalmente 4.421 benefícios, entre aposentadorias, pensões e auxílios-doença. 

Também em razão das recentes notícias divulgadas na imprensa sobre o interesse do novo governo federal, que assumirá em 2019, em privatizar algumas empresas estatais, entre as quais a Infraero, o Infraprev informa que os impactos na sua gestão não diferem dos que ocorrem no modelo de concessões. 

O Infraprev está acompanhando o processo de mudanças na Infraero e continuará comunicando a seus participantes todas as informações que considerar relevantes.