Plano CV cota 8,0276615 | Plano PAI I cota 1,4666955 | INPC 0,23% | Poupança 0,40% Dados Janeiro
INFRAPREV

Planos de custeio do Infraprev para 2018

05/04/2018

O Infraprev comunica que desde 1º de abril já estão em vigor os planos de custeio de 2018 dos planos de benefícios CV, BDI-Saldado, BDII e PAI-I, elaborados com base nas avaliações atuariais do encerramento do exercício de 2017.

O plano de custeio garante que as contribuições de hoje são atuarialmente viáveis para atender aos compromissos previdenciários no futuro. O patrocinador, os participantes ativos e assistidos, são os responsáveis pelo custeio dos planos de benefícios por meio das contribuições. 

Com relação ao Plano CV, houve alteração nos percentuais das contribuições administrativa, específica e especial dos participantes e das patrocinadoras. 

Confira os percentuais das contribuições e os custeios administrativo, previdencial e de investimentos de todos os planos:



PLANO  CV 

I.  PARTICIPANTES ATIVOS 

1.Contribuição básica 

O participante determina o percentual a ser contribuído em relação ao seu Salário de Participação, respeitando os mínimos percentuais que constam em regulamento e são determinados em relação à Unidade Previdenciária, como consta na tabela a seguir. 


2. Contribuição administrativa 








3. Contribuição específica 









4. Contribuição especial 







II.  PATROCINADORES 

1. Contribuição principal 

A patrocinadora fará a contribuição principal, de forma individualizada, levando em consideração o tempo em que o participante está contribuindo para o plano, para determinar a porcentagem que será em relação a contribuição básica feita pelo participante, como segue a na tabela abaixo. Contribui até o limite de 8% da base de cálculo, no valor máximo de R$ 1.354,99. 





O patrocinador contribui para a poupança previdenciária com até 8%, no valor máximo de R$ 1.327,51.

Entretanto, a Patrocinadora está limitada a contribuir com 8% do Salário de Participação, que, por sua vez, estará limitado para este fim em três vezes o valor máximo do salário de contribuição para a Previdência Social. 

2. Contribuição Administrativa





3. Contribuição Específica








4. Contribuição Especial








III - PARTICIPANTES AUTOPATROCINADOS

Deverão efetuar, além de suas contribuições como se fossem participante ativo, as contribuições que seriam feitas pela patrocinadora, caso não tivesse ocorrido o término do vínculo empregatício, destinadas ao custeio de seus benefícios e das despesas administrativas. 


IV - ASSISTIDOS 

Os assistidos não realizam contribuições para o Plano.


PLANO BD I – SALDADO 

I- PARTICIPANTES ATIVOS, AUTOPATOCINADOS E EM BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO

Por se tratar de Plano de Benefício Definido e estar saldado, os participantes ativos, autopatrocinados e em Benefício Proporcional Diferido não fazem contribuições. Exceto para contribuição de joia calculada na data da inscrição do Participante no Plano BD I que será mantida até a data da elegibilidade à aposentadoria por tempo de serviço pelo Plano. 

II- ASSISTIDOS

Os participantes que se tornaram assistidos até a data efetiva do Plano I de Benefício Saldado deverão efetuar contribuições sobre o seu benefício.






O prazo remanescente para amortização da Provisão a Constituir corresponde a 13 anos em 1º/04/2018. 

Os participantes que se tornaram assistidos após a data efetiva do Plano I de Benefício Saldado deverão efetuar contribuições sobre o seu benefício.






PLANO BD II 

I - PARTICIPANTES, ASSISTIDOS E PATROCINADORES

Não haverá contribuições de participantes e de patrocinadora, pois não há participantes ativos ou autopatrocinados. Assistidos não têm contribuição. 


PLANO PAI-I 

I – PARTICIPANTE

1.Contribuição Básica

Será obrigatória e corresponderá a um valor expresso em moeda corrente nacional livremente escolhido pelo Participante, observado o mínimo de UP definido nos termos do plano de custeio aprovado pelo Conselho Deliberativo.

2. Contribuição Voluntária

Será facultativa e corresponderá ao valor expresso em moeda corrente nacional.


CUSTEIO ADMINISTRATIVO

As fontes de custeio para cobertura das despesas administrativas do Infraprev e dos planos por ele geridos serão os seguintes:

  • Contribuições dos participantes e assistidos definas no plano de custeio anual;
  • Contribuições dos patrocinadores/Instituidores definidas no plano de custeio anual;
  • Reembolso dos patrocinadores/Instituidores, caso ocorra;
  • Resultado dos Investimentos;
  • Taxa de administração de empréstimos e financiamentos aos participantes;
  • Receitas administravas, caso ocorram;
  •  Fundo Administrativo;
  •  Dotação inicial, caso ocorra; e
  •  Doações, caso ocorram.


CUSTEIO PREVIDENCIAL

Engloba todas as despesas efetuadas com a administração previdencial, utilizando-se para sua cobertura parte dos recursos coletados correntes para o Plano BDI, o valor das contribuições administrativas (extras) para o Plano CV e parte da rentabilidade para os Planos BDII, Plano PAI-I e Plano CV, como custeio administrativo de investimentos, conforme descrição abaixo: 

PLANO CV

A contribuição total de participantes e patrocinadora para custeio das despesas administrativas como custeio previdencial corresponderá a 1,6575% da folha do exercício, que corresponde a aproximadamente 50% das despesas orçadas. 

PLANO BD I 

O custeio previdencial do Plano BD I que encontra se saldado e as despesas administrativas serão custeadas com a contribuição administrativa mensal dos assistidos. 

PLANO BD II 

Não tem custeio previdencial. 

PLANO PAI I 

Não tem custeio previdencial. 


CUSTEIO DOS INVESTIMENTOS 

PLANO CV

Os demais 50% do custeio administrativo do Plano serão financiados com recursos do resultado dos investimentos e do Fundo Administrativo.

PLANO BDI

As despesas não cobertas pela contribuição administrativa mensal dos assistidos serão custeadas pelo retorno dos investimentos. 

PLANO BDII

As despesas com administração do Plano BD II serão custeadas pelo retorno dos investimentos. 

PLANO PAI-I

O custo total da despesa administrativa será financiado com recursos do resultado dos investimentos.