Plano CV cota 7,7997024 | Plano PAI I cota 1,4470186 | INPC 0,37% | Poupança 0,47% Dados Outubro
INFRAPREV

Prazo máximo de empréstimos aumenta para 60 meses

18/02/2009

A Diretoria Executiva aprovou o aumento do prazo de empréstimos para 60 meses e renegociação a partir de duas prestações pagas, com limitação de três vezes a cada 12 meses.

A concessão de empréstimos em 60 meses começou em outubro e a renegociação só poderá ser feita dentro da nova norma a partir de novembro.

O INFRAPREV considera a renegociação como um novo contrato. Dessa forma, o participante pagará taxa de administração, quota de quitação por morte e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Os empréstimos com prazo superior a 24 meses continuarão dependendo da cobertura do valor líquido de resgate (antiga reserva de poupança).
 

Atualização de índice

Nos empréstimos com prazo de amortização superior a 36 meses haverá obrigatoriamente a repactuação automática do contrato. Isso significa que as taxas atuarial de juro e de correção monetária serão atualizadas. O Instituto recalcula a 37ª prestação em função das taxas vigentes à época e determina um novo valor, que permanecerá até o fim do contrato.

A exigência de avalista para participantes com inscrição inferior a um ano e o limite máximo de seis meses permanecem e a margem consignável continua determinando o montante a ser emprestado. O valor da margem é fornecido pela Infraero, porque os descontos de empréstimos no contracheque não podem ultrapassar 30% da remuneração do empregado.  A margem dos aposentados e pensionistas é de 30% da suplementação líquida.