Plano CV cota 9,1134 | Plano PAI I cota 1,5387 | INPC 0,01% | Poupança 0,37% Dados de junho
NOVO INFRAPREV

Gestão de investimentos foca em segurança e rentabilidade

08/04/2019

 Os avanços na governança da gestão de investimentos estão entre os focos prioritários do projeto Novo Infraprev. Desde 2017, as políticas internas relativas ao processo de aplicação de recursos vêm sendo revistas e aperfeiçoadas de acordo com as melhores práticas de mercado. O objetivo é aprimorar o monitoramento e os processos decisórios, promovendo segurança e rentabilidade para o patrimônio que, afinal, representa o futuro dos participantes.

"Investimentos estão sempre sujeitos a riscos e volatilidades, mas com regras robustas e transparentes na seleção e no monitoramento dos investimentos, o risco é mitigado. A governança é fundamental pois potencialmente resulta em uma performance melhor e também em um maior nível de confiança dos participantes", ressalta a diretora de Administração e Finanças, Juliana Koehler. Ela lembra que todos os planos Infraprev obtiveram superávit em 2018, clique aqui para ver os resultados.


Conheça algumas das ações do Novo Infraprev relativas aos investimentos:

Normas mais rígidas que a legislação: em setembro de 2018, o Infraprev aderiu ao Código de Autorregulação em Governança de Investimentos do sistema Abrapp/Sindapp/ICSS. É um conjunto de procedimentos relacionados à gestão dos investimentos, que apresenta um nível de exigência maior do que o previsto na legislação, organizado pela Associação que representa os interesses comuns das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. O objetivo é nortear a gestão dos recursos, adotando as melhores práticas de governança de investimentos e assim reduzindo riscos. Como signatário do Código, o Infraprev também contribui para o desenvolvimento sustentável do setor. 

Padrão para fundos: com o lançamento do Manual Interno de Seleção e Monitoramento de Fundos de Investimentos e Agente Custodiante, o Infraprev padroniza o processo, que possui um modelo misto, quantitativo e qualitativo, na seleção desses investimentos e agentes, contando com a participação ativa da equipe de riscos. Assim, amplia a segurança, a transparência e eficiência na gestão dos recursos aplicados.

Política de Governança de Investimentos e Alçadas: Com a criação da política, foram estabelecidos diferentes níveis de alçadas para aprovação dos investimentos, garantindo a agilidade necessária, sem impactar a governança e transparência.


Remodelagem de relatórios e processos: Foram desenvolvidos ou aprimorados diversos relatórios e processos com o objetivo de subsidiar a alta gestão no maior controle e monitoramento de toda a carteira de investimentos.


Comitês de apoio: O Infraprev possui 3 comitês que acompanham os investimentos. São fóruns de discussão e até mesmo em alguns casos deliberativos, compostos por profissionais das áreas de investimentos, gestão de riscos e jurídica. Foi criado em 2017 o novo Comitê Especial de Ativos Estressados.


Comitê de Gestão de Investimentos: Analisa, avalia e decide acerca da alocação dos recursos garantidores do Infraprev, além de discutir sobre o acompanhamento da carteira e questões relevantes relacionadas aos ativos dos planos de previdência em todos os segmentos de aplicação, incluindo imóveis e empréstimos. 


Comitê Especial de Ativos Estressados: Monitora especificamente investimentos que apresentam desvalorizações (total ou parcial), inadimplência ou que não têm desempenho conforme o esperado. Monitora e sugere providências específicas visando a recuperação dos valores investidos.

Comitê de Gestão de Riscos: Avalia, supervisiona e monitora os riscos dos investimentos do Infraprev, bem como a conformidade com a legislação vigente.


Acompanhe as ações do Novo Infraprev e participe da evolução do seu fundo de pensão.