Plano CV cota 7,7997024 | Plano PAI I cota 1,4470186 | INPC 0,37% | Poupança 0,47% Dados Outubro
PREVIDÊNCIA

Mensagem da Abrapp ao Correio Braziliense

31/10/2012

O Presidente da Abrapp, José de Souza Mendonça, enviou mensagem ao Correio Braziliense, manifestando a  insatisfação do sistema e corrigindo os termos inadequados utilizados em reportagem publicada na véspera pelo jornal.

A íntegra da correspondência enviada é a seguinte: “Em sua edição de ontem, domingo (28), o seu jornal trouxe matéria sob o título Fundos de pensão de funcionários de empresas estatais podem "virar pó". O texto refere-se às possíveis perdas sofridas por nossas associadas em investimentos feitos através de bancos médios e pequenos e, no modo de entender da Abrapp, que representa e lidera o Sistema Fechado de Previdência Complementar, assume um tom desnecessariamente sensacionalista que atinge a imagem de todo o nosso segmento.

Nos últimos 15 anos, mais exatamente entre 1998 e 2012 (o resultado para dezembro é uma projeção) os fundos de pensão alcançaram em seus investimentos resultados muito acima dos compromissos expressos no passivo. Nesse longo período a rentabilidade obtida chegou a 910,15%, quase o dobro da meta atuarial (INPC + 6%.a.a) de 518,87%. Tal fato fala mais alto e comprova a qualidade da gestão e a prudência que cercam as suas práticas.

É também fundamental dizer que o nosso sistema vem apresentando uma extraordinária evolução na capacitação dos gestores, acompanhada do uso de controles que buscam maior segurança. Contribui muito também a existência de um órgão de fiscalização plenamente estruturado.

Tudo isso recomenda que problemas pontuais eventualmente ocorridos não sejam generalizados, produzindo como efeitos prejuízos à imagem dos fundos de pensão e danos ao conceito de bom jornalismo que o jornal possui. É em nome deste último que solicitamos que tais esclarecimentos sejam levados aos seus leitores”.